Suas aplicações são seguras?

Conheça a Conviso!

5 Motivos para entender porque software seguro é essencial nas empresas

Ter um software seguro é primordial para grandes empresas por uma série de motivos. Garantir a segurança dos sistemas desde o início das atividades da corporação pode livrá-la de grandes prejuízos. Além disso, pode preservar e até mesmo construir sua credibilidade perante aos clientes e funcionários, livrá-la de possíveis intempéries legais e contribuir para a sua produtividade com a redução das perdas.

Separamos cinco bons motivos para mostrar por que uma grande empresa precisa ter medidas que assegurem seu software.

1 – A empresa deve cumprir obrigações legais relativas à segurança

Um software não seguro representa um verdadeiro risco corporativo. Grandes empresas geralmente possuem papel importante na economia do país, como corretoras e bancos, ou trabalham com operações de infraestrutura que envolvem o abastecimento ou mesmo bens e serviços e, por isso, estão submetidas à fiscalização de órgãos extremamente exigentes, como o Banco Central do Brasil (BACEN), outro tipo de requisito legal ou até mesmo normas vindas da matriz. Um ataque hacker que bloqueie as operações do software de uma grande corporação por apenas algumas horas, por exemplo, pode custar milhões, um verdadeiro rombo na economia. E os órgãos fiscalizadores estão aí para garantir que isso não aconteça.

Ter um plano de gestão de riscos que englobe a segurança dos sistemas da empresa é fundamental para garantir que as suas obrigações legais sejam cumpridas de forma satisfatória, garantindo que a licença de funcionamento da empresa não seja ameaçada.

2 – Dados seguros mantém a reputação do negócio

A capacidade de controlar e assegurar os dados e informações de clientes e fornecedores é imprescindível para a reputação e credibilidade da empresa. Brechas neste quesito podem ocasionar ataques maliciosos pela concorrência, roubo de informações sigilosas e até mesmo rapto de dados dos clientes, incluindo dados confidenciais, o que pode acarretar sérios problemas para a empresa. Medidas que garantam o controle de acesso interno e externo ao sistema, a aplicação constante de testes de intrusão, devem ser priorizadas por grandes empresas e também por empresas que aspiram o crescimento.

3 – Garantia de produtividade

Ao consultar a palavra segurança no dicionário vemos que um dos seus significados está atrelado à palavra eficiência. E isso não é à toa! Um software seguro é garantia de serviços eficientes. Se o software é o produto da empresa, mais um motivo para investir fortemente na sua segurança.
Se o sistema não é um produto, mas é um meio de gestão e desenvolvimento interno, a segurança também deve ser prioridade, já que a proteção dos dados é fundamental para a empresa. Ataques, vírus e desvio de dados também comprometem a produtividade na medida em que tornam as operações mais lentas e podem até mesmo paralisar todas as atividades da empresa.

Segundo pesquisa realizada pela instituição de segurança CSIS (Center for Strategic and International Studies), os ataques virtuais chegam a custar 500 bilhões de dólares por ano em todo o mundo. Essa pesquisa prova que a falta de segurança no software da empresa pode resultar prejuízos reais para a sua lucratividade.

4 – Garantia de credibilidade

Dados devidamente preservados, operações seguras para funcionários e clientes, ataques hackers e malwares controlados são motivos que definitivamente reforçam e garantem a credibilidade da empresa perante clientes, fornecedores e funcionários. O mercado é cruel para corporações que falham nestes quesitos. Levam-se anos de bons serviços prestados para construir uma boa imagem e apenas uma falha de segurança pode custar todo o império.

No panorama brasileiro, país que ocupa o oitavo lugar entre os que mais sofreram ataques cibernéticos no ano de 2013, a segurança das identidades deve ser motivo de muito cuidado pelas empresas que desejam manter sua credibilidade.

5 – A opção mais econômica

Prevenir é sempre melhor do que remediar! A empresa que investe em uma arquitetura de software solidamente pensada e armada para lidar com possíveis ataques, bugs de segurança, vírus, controle adequado de acesso e segurança de dados e informações sai sempre na frente pois economiza com possíveis ações de segurança reativa. Esperar que ocorram incidentes de segurança para tentar solucioná-los depois é um grave erro, pois dependendo do ataque os prejuízos podem ser irrecuperáveis.

Algumas empresas são especializadas em identificar as vulnerabilidades do software e possíveis falhas sistêmicas, oferecendo adequações e acompanhamento para garantir a segurança necessária. Não espere ter problemas deste tipo para investir nesta segurança!

Originalmente postado no Blog da Conviso Application Security – Siga-nos no Twitter @conviso Google+

Deixe um comentário

topo
%d blogueiros gostam disto: