Suas aplicações são seguras?

Conheça a Conviso!

5 coisas que você precisa saber sobre WAF

Os web application firewalls (WAFs), também chamadas de Firewall de Aplicação, são uma das soluções disponíveis no mercado para proteger as aplicações das empresas contra vulnerabilidades e ameaças.

Mas antes de começar a implementar esse tipo de ferramenta no ambiente online do negócio, é preciso lembrar que, assim como outras soluções de segurança, os WAFs também possuem suas limitações.

Confira 5 coisas que você precisa saber sobre o Firewall de Aplicação:

1 – WAFs não são infalíveis contra ataques

Os Firewalls de Aplicação mais comuns no mercado possuem diferentes tipos de detecção de ataques, como aqueles que utilizam comportamento do usuário ou whitelist. No entanto, esses modelos também são conhecidos por hackers experientes, que acabam conseguindo contornar as barreiras impostas.

Além disso, as aplicações web podem receber ataques provenientes não somente de injeção ou manipulação de parâmetros, mas também de falhas lógicas, por exemplo, o que também favorece o ataque de usuários mais habilidosos. Assim, além do WAF, contrate uma consultoria especializada em aplicações web para garantir que a proteção da sua aplicação é efetiva.

2 – Eles deixam rastros

Você já deve ter ouvido falar que as WAFs são transparentes, impedindo que os invasores percebam sua existência ao tentar um ataque. No entanto, especialistas em segurança já provaram em conferências e estudos que as WAFs deixam pegadas que podem ser identificadas, possibilitando que o usuário mal intencionado entenda o seu funcionamento e desenvolva ataques específicos para contornar a proteção.

3 – Firewall de Aplicação exige acompanhamento

Ainda que muitos profissionais de TI sonhem com soluções que, após instalação, garantem a segurança da aplicação por tempo indeterminado, essa não é a realidade do WAF.

O Firewall de Aplicação protege aplicações que servem aos negócios da empresa e, em função disso, recebem alterações frequentes e um alto volume de tráfego legítimo de diferentes usuários. Por isso, mesmo com o uso de WAFs, ainda é preciso que a empresa aperfeiçoe a solução continuamente para que somente os ataques sejam detectados e os usuários legitimos sigam utilizando normalmente.

4 – Há um uso específico

Ainda que inteligentes, as web application firewalls não são suficientes para garantir a segurança de qualquer sistema. Nos dias de hoje, as aplicações usadas pelas empresas podem ser extremamente complexas, com o uso de serviços criptografados e conteúdo dinâmico. Essa característica reduz o sucesso de alguns modelos de detecção de ataques que citamos anteriormente.

5 – Solucione a questão da segurança com inteligência

Você também já deve ter ouvido falar que somente os WAFs podem reduzir a superfície de ataque em uma aplicação qualquer. No entanto, o aperfeiçoamento do próprio código da aplicação pode ser bem mais eficaz que o uso de uma solução como essa. Por isso, nunca descarte a avaliação ou reconfiguração dos seus sistemas como alternativa para aumento da segurança.

É importante que as empresas e profissionais de TI conheçam as especificidades das WAFs para compreender que não existe nenhuma solução definitiva de segurança para proteger os dados. E mais: ainda que a ideia de integrar ou sobrepor várias ferramentas pareça atraente, os riscos podem até serem aumentados.

Por isso, é fundamental buscar soluções e conhecimento especializado para testar continuamente a segurança das aplicações utilizadas e buscar melhorias sempre.

Originalmente postado no Blog da Conviso Application Security – Siga-nos no Twitter @conviso Google+

Tags

Deixe um comentário

topo
%d blogueiros gostam disto: