Suas aplicações são seguras?

Conheça a Conviso!

3 vantagens da proatividade na segurança de software

Segurança de software:

É impossível garantir 100% da segurança de software, pois toda e qualquer programação pode ter uma brecha escondida, por menor que seja. Quando se trata de grandes organizações, a descoberta de uma dessas falhas por pessoas mal intencionadas pode custar muito caro. Por isso, os investimentos em segurança da informação crescem em ritmo acelerado, entre 30% a 40% anuais.

No entanto, boa parte dessas cifras é investida apenas em medidas que visam minimizar os efeitos de uma falha – como uma invasão, por exemplo – após a sua ocorrência. Assim, todo  ano muitas empresas ainda perdem cifras que passam da casa dos bilhões de reais.

Para contornar esse problema, muitas empresas passaram a adotar medidas proativas. Nesse artigo vamos explicar melhor como funciona a proatividade em segurança de software e suas principais vantagens.

O que é a proatividade na segurança de software?

Proatividade em segurança de software são medidas tomadas com o objetivo de prevenir problemas causados ao sistema que possam gerar prejuízos ao negócio. Isso significa que, ao invés de esperar que uma falha ou imprevisto ocorra nos softwares da organização, as medidas são tomadas de maneira preventiva para, se possível, evitar que a empresa perca recursos.

Sabemos o quanto uma empresa pode perder se seu sistema for hackeado e informações estratégicas internas forem divulgadas. Para evitar isso, algumas empresas investem em code code review, testes de invasão, entre outras medidas – todas de caráter proativo.

Quais são as vantagens da proatividade em software?

Economia

Um dos principais benefícios de se adotar proatividade em software é a economia. Empresas que empregam medidas preventivas tendem a ter um retorno sobre o investimento, especialmente se comparadas às perdas que teriam caso não as adotassem.

Os investimentos em treinamentos, criação de normas de segurança de software, profissionais para avaliar as vulnerabilidades do sistema, além de outras medidas, tendem a trazer retorno, evitando que a empresa passe por transtornos que custem caro e que podiam ter sido evitados com essas medidas simples.

Redução de perdas

O Brasil ocupa a 2º posição entre os países com mais cibercrimes no mundo, perdendo aproximadamente 8 bilhões de dólares por ano por causa disso. Diante deste cenário ameaçador, toda empresa reconhece o valor de se investir em medidas que antecipem acidentes e situações de risco, como vazamento de informações confidenciais ou dados sigilosos.

Diferente de uma metodologia reativa, onde são tomadas medidas após o incidente ter ocorrido e que visa minimizar as perdas e identificar e corrigir o problema, ter proatividade faz com que o caixa da empresa não tome prejuízos maiores e incontornáveis no futuro.

Eficácia operacional

Quando problemas ou falhas de segurança ocorrem, normalmente são gerados transtornos que afetam diretamente a rotina da empresa, que precisa se mobilizar para corrigir o problema de maneira ágil, além de sofrer impactos na produtividade geral das equipes internas. Tendo medidas proativas, suas equipes não precisaram gastar tempo se preocupando com questões relacionadas à segurança, e poderão se dedicar exclusivamente às suas respectivas funções.

Está preparado para implementar a proatividade em segurança de software em sua empresa? Veja também algumas orientações para a compra de um software corporativo mais seguro!

Um comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo